segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Mistério

Como é que eu, mesmo tomando um duche rápido, tenho sempre a fortuna de o telefone ou a campaínha tocarem sempre que estou no banho? Lá fui eu ontem a pingar água dos bigodes, enxugado à pressa, para descobrir que eram as Testemunhas de Jeová...

22 comentários:

Mirian Martin disse...

Sei lá o porque, mas eles adoram bater à minha porta também! :) E sempre num horário indecente.
Evidentemente digo isso a eles, quer dizer, digo que estou ocupada demais para atende-los e que eles deveriam passar num horário mais próprio.
- Ah... mas este é o horário que temos. Posso deixar uma mensagem com a senhora?

Boa sorte no próximo banho.;)

beijocas

Daniel Silva (Lobinho) disse...

A vida tem destas coisas demasiadas vezes ;) É como estares em A um dia todo, e quando te mexes para B, imediatamente surge tudo o que nao surgira durante as anteriores 12 horas (so to speak).

Esperando que o gato continue nas suas sete vidas (ou sete quintas) ;) deixo-te um grande abraço

Didas disse...

A mim já me aconteceu pior. A miúda abriu a porta e quando viu que não conhecia as criaturas foi-se esconder debaixo da cama. Eu estava a tomar banho, não tinha levado roupa nenhuma para a casa de banho e a porta dava directamente para o corredor onde era também a entrada da casa e onde estavam, à espera pacientemente, dois jeovás a olhar lá para dentro.

Luís Maia disse...

Lembro que um amigo meu, para evitar continuar a ser incomodado ao sábado de manhã, quando queria dormir, abriu uma vez a porta da rua completamente nú.

Consta que não apareceram mais.

R. disse...

@Mirian Martin:

Nesse caso deixam o folheto habitual na caixa do correio... ;)

R.

R. disse...

@Daniel Silva:

Tem sim senhor. Mas também tem boas surpresas. :)

Um grande abraço também. :)

R.

R. disse...

@Didas:

E eram jeitosos? Podia ser destino divino... ;)

R.

R. disse...

@Luís Maia:

Podia-lhe ter saído o tiro pela culatra... ;)

R.

mf disse...

Eu também tenho a tendência para te tocar à campainha nessa altura... Mas não consta que te queixes. ;)

Beijo!

Elisa no blog disse...

Eu já desencanei (usam essa palavra em Portugal tb?) se eu estiver no chuveiro dificilmente atendo o telefone. Como está vc, espero que esteja bem.

R. disse...

@mf:

Telefone, minha querida... Tocares à campaínha não me lembro, mas ligares para o telefone sim...

Para a próxima experimenta tocar à campaínha... ;)

R.

R. disse...

@Elisa:

Pois, eu também raramente atendo à porta (o "celular" já vai comigo para o WC pelo sim, pelo não). ;)

Abraço,

R.

mf disse...

Pois eu lembro-me de uma vez em que estive que tempos à porta a tocar sem que sua excelência se dignasse a abri-la. Razão? Estava no banho... Para a próxima levo uns folhetos de apresentação de qualquer coisa. Pode ser que ouças. Eh eh

Beijo!

R. disse...

@mf:

Deixa lá os folhetos. Leva uma tarte ou uma mousse de chocolate. Ouço logo! :)

R.

Storyteller disse...

@mf,
vê o lado positivo da coisa: o gato é asseadinho! ;D

TERESA SANTOS disse...

Mas será que voltaste mesmo?!
E logo para contar essa "desventura"? Já tinha desistido de passar por aqui, vai senão quando, ei-lo de volta na companhia das senhoras Jeovás.
Costumo descancá-las mas para a próxima vou oferecer-lhes um chá e bolinhos. É que se não fossem elas ainda hoje andarias foragido.
És um gato muito esquivo, um gato muito ausente, aliás como todo o gato que se preze.
Até ao próximo desaparecimento. :)

R. disse...

@TERESA SANTOS:

Também estou convidado para chá e bolinhos? :)

R.

TERESA SANTOS disse...

Não! Só tens direito aos biscoitos de gato...

Elisa no blog disse...

Vc leva o telemóvel ao WC? Vc tá viciado, garoto! Deixe o celular descansar pelo menos enquanto vc está no trono!

Que legal, vc se hospedou no Intercontinental, que chique. Aquela área de Yokohama é muito bonita mesmo. Fico contente porque vc pôde matar um pouco das saudades.
Elisa

R. disse...

@Storyteller:

Claro que o gato é asseadinho! Por vezes pode cuspir bolas de pêlo, mas isso é outra história... :)

R.

R. disse...

@TERESA SANTOS:

Assim a oferecer biscoitos de gato não deves ter muitas visitas, pois não...? ;)

R.

R. disse...

@Elisa:

Não, eu fiquei hospedado no Washington, bem baratinho e junto à linha do "metrô". A conferência é que era no Intercontinental. :)

R.