terça-feira, 13 de outubro de 2009

Banzé




Queriam histórias novinhas e fresquinhas das férias? Também eu queria escrevê-las, mas terão de esperar, quer os vossos olhos quer as minhas mãos.


Encontrei a minha cozinha tomada de assalto por duas forças armadas: exército (formigas) e força aérea (borboletas da batata). Tem sido uma luta desigual - eles são às dezenas e eu sou só um -, mas a batalha de ontem à noite resultou em pesadas baixas das forças invasoras.


Hoje de manhã minei o terreno (formicida). Eu bem sei que a Convenção de Ottawa condena esta prática, bem como a Convenção de Genebra é contra os prisioneiros de guerra e eu tenho feito uns quantos - estão todos dentro do aspirador.


O que vale é que aquelas borboletas são lentas e desajeitadas nas manobras de fuga. Devem ter tirado o brevet nas Novas Oportunidades sem ter ido às aulas...

14 comentários:

A Senhora disse...

Detesto esses bichinhos! E parece que eles nascem do nada!!
As formigas eu já dei um jeito aqui em casa.
Essas borboletinhas, que não sei exatamente o que seja, do meu lado de cá são as "drosófilas", aquelas mosquinhas de frutas. Daí é só me livrar das frutas mais maduras.

Beijocas, menino e apesar da dura batalha, bom retorno!

Marina disse...

Coragem na tua luta!
Queres ajuda dos meus felinos?
Tenho uma gata especializada na caça à borboleta!
E trabalha sem recurso a armas quimicas ou biologicas! looooooooooooool

Beijinhos de volta! =)

R. disse...

@A Senhora:

É. Eu também me livrei de um saco cheio de batatas lá por causa dos aviadores...

:)

R.

R. disse...

@Marina:

Sem armas químicas? Tarde de mais, Marina. Naquela cozinha, qual Waterloo, eu conduzo a batalha tiranicamente.

:)

R.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Frequentes vezes a minha irmã deapara-se com este problema das formigas mais em particular quando vai de férias... Mas gosto da maneira como encaras a situação :)

Abraço

R. disse...

@Daniel Silva:

Eu também me pergunto que piada é que as formigas acharam àquela cozinha vazia e LIMPA (sim, não ficaram "tentações" para elas enquanto fui de férias).

Mais: ontem (terça) o exército (formigas) descobriram que a máquina de lavar loiça não é completamente selada e, para elas, foi um novo Fort Knox. Lá estavam elas de volta do único prato sujo da refeição da véspera.

Quanto a encarar a situação... chorar não resolve, pois não? Então abram-se as portas ao riso. :)

R.

TERESA SANTOS disse...

Gato, és um HERÓI!
e um mártir.....

Depois de férias uma luta dessas não é fácil!

Tal como a Marina caso necessites envio-te a minha Miuzinho (felina dos sete costados) e, num ápice ela trata disso. Aliás é a sua especialidade.
Bicho voador, aí vou eu! (ela, claro!)

Se quiseres conhecer o espécime, está no meu blog.
Abraço.

R. disse...

@TERESA SANTOS:

Eu, se o assunto é conhecer gatas, estou sempre pronto. :)

R.

mfc disse...

Isso é uma (duas...) praga danada!

R. disse...

@mfc:

Julgo que estou a ganhar ambas as batalhas. :)

R.

mf disse...

Já ganhaste? Ou continuas na guarita à espera de novo inimigo? :D

R. disse...

@mf:

< modo herói de pantufas >

Foi uma luta desigual. Eles eram muitos! Mas, é claro que ganhei, isso nem se pergunta!

< /modo herói de pantufas >

:)

R.

Sininho disse...

ah e tu és daqueles que acreditam que uma vez sugados pelo aspirador os bichos nunca mais aparecem?!?!?!?!, voltam e desta vez rancorosos..., ah pois é!!
nada como uma boa chinelada nos seus lombinhos inverttebrados :D

R. disse...

@Sininho:

Pois, o chinelo, essa arma potentíssima capaz de esmagar sem apelo o exoesqueleto mais robusto.

Mas, na volta, era preciso andar a limpar as paredes em cada ponto de extermínio.

Assim como assim, ficam no aspirador. Afinal, apesar de vivas, não tenho de lhes fazer almoço nem dar um beijinho de boas noites.

:)

R.