quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Confusões


José Saramago afirmou que “a Bíblia é um manual de maus costumes, um catálogo de crueldade e do pior da natureza humana”.


Saramago confundiu a Bíblia com ‘A Bola’


E é assim que, dando a importância à afirmação que a afirmação merece, uma tirada genial nos arranca a maior gargalhada pelo lado burlesco. :)

10 comentários:

A Senhora disse...

Nada como o bom humor... :))

beijinhos

R. disse...

@A Senhora:

Nada mesmo. :)
Beijinho,

R.

uminuto disse...

genial a afirmação do Inimigo Público. na verdade Saramago teve uma tirada de marketing que lhe deu o tempo de antena que queria
um beijo

Teórico disse...

Saramago é o cara!rs

abração

R. disse...

@uminuto:

Lá que fez correr muita tinta e, especialmente, muitos megabytes... é bem verdade!

R.

R. disse...

@Teórico:

É, e eu gosto muito de ler Saramago. Convivo bem com a separação entre a obra e o autor. E Saramago não precisava de usar de insulto gratuito para chamar a atenção.

R.

mfc disse...

Mas a gargalhada não obscurece o objectivo principal que é o de desnudar um aigreja decrépita.

R. disse...

@mfc:

Há formas e formas de se alcançar um objectivo, seja ele qual for, concordemos com ele ou não. Assim como assim, dificilmente alguém concorda que a via escolhida por Saramago tenha sido a mais cordial e respeitosa.

R.

TERESA SANTOS disse...

Claro que não foi!
Há verdades, opiniões, etc., que se tem todo o direito de dizer/fazer mas respeitando o outro, sempre.

R. disse...

@TERESA SANTOS:

Obviamente! ;)

R.