terça-feira, 1 de dezembro de 2009

E aqui? O que é que não encaixa aqui?




-- E aqui? O que é que não encaixa aqui?


Em casa de uma amiga minha que tem um garoto de cinco anos o aparelho de DVD lia um disco da Rua Sésamo . Dos vários jogos educativos para os pequerruchos havia um de reconhecimento de padrões onde lhes colocavam à frente quatro imagens e eles deveriam apontar o "intruso". Na imagem acima (um mero exemplo) temos um gato, um peixe, um pato e um guarda-chuva. Não vos vou insultar dizendo qual é o intruso, ok? A voz off perguntava então:

-- E aqui? O que é que não encaixa aqui?

Ora, aqui há tempos andava eu a comprar camisas de verão. Reparei na etiqueta de duas delas que, internationalization oblige, estava escrita em várias línguas.

Inglês: no ironing
Francês: ne pas plancher
Espanhol: no planchar
Português: engoma fácil

Pergunto eu:

-- E aqui? O que é que não encaixa aqui?





(Daqui retirei as imagens dos animais e daqui a do guarda-chuva)

10 comentários:

A Senhora disse...

Imagino que português adora passar roupa. :))

beijocas

R. disse...

@A Senhora:

Talvez. Ou os portugueses ou então cidadãos de outros países que também falem português... ;)

Beijo,

R.

A Senhora disse...

É verdade! :))
Conheço um casal em que o homem mandava a roupa social para a lavanderia e ela voltava passada. A esposa guardava. Quando ele ia usar no dia seguinte para trabalhar (na época ele `saía de casa às 6h00), ele a fazia passar novamente a roupa! E ela passava...

R. disse...

@A Senhora:

Não sei qual deles era mais totó...
Livra!

R.

A Senhora disse...

Ela, claro! Nem eu acreditei quando ela me contou! Ele era safado.

Dakota disse...

ih ih

Portanto a dificuldade de quem fez a tradução (um inglês?, um francês?, um espanhol?, um chinês?, um indiano?) está na palavra 'no', porque 'engomar' sabe perfeitamente o que é.

TERESA SANTOS disse...

A tradução para português está "um mimo"! Exemplo a seguir...

R. disse...

@A Senhora:

É o mais certo!

R.

R. disse...

@Dakota:

É um ponto de vista!

R.

R. disse...

@TERESA SANTOS:

Ou então não era mesmo para traduzir!

R.