segunda-feira, 27 de julho de 2009

O salão de baile



Há uma divisão em minha casa a que chamo "o meu salão de baile". Dá um ar pomposo, de um absoluto chique. Nem toda a gente pode afirmar, com segurança, "Eu tenho um salão de baile!". Eu posso, fingindo uma certa afectação aristocrática, um ligeiro franzir das sobrancelhas, o nariz levemente empinado, a voz denotando uma qualquer superioridade que ninguém sabe bem qual emanando de uma fonte reservada a uns pouco eleitos, tudo isto sem mentir na afirmação primeira. Gosto deste pequeno teatro.

O meu salão de baile é uma divisão como outra qualquer, ampla, vazia, mais por falta de almas do que por falta de objectos, apenas cortada na sua nudez pela presença da aparelhagem de som. Chão em madeira, tem até um pequeno corrimão que poderia servir de auxílio para treinar "pontas" em ballet - bastava um espelho na parede e ficava perfeito. Un, deux, trois, quatre...
-
Esta é a piada recorrente quando vai alguém lá a casa. Quando atravessamos aquele espaço lá vem a frase "Este é o meu salão de baile". Isso é o que eu digo. O que eu calo é a imagem do mesmo lugar quando fecho os olhos, os dois sofás de tecido vermelho dispostos em "L" com almofadas, a estante, a manta grande e colorida no chão, os livros e brinquedos espalhados e os miúdos brincando no chão.

12 comentários:

A Senhora disse...

Eu tinha a "galeria" onde todas as paredes eram tomadas de quadros e nenhum outro móvel, a não ser uma "namoradeira" que servia de gol para os meninos em dia de chuva.
Agora tem sofás que servem de barreira para eles saltarem de um para outro. ou jogar o "salabol" em dia de chuva. ah, essa chuva...

Mas aqui dentro continuaria sem sofás dando a liberdade para os risos e as brincadeiras travessas.

Tudo tem seu tempo...

beijinhos, menino

Daniel Silva (Lobinho) disse...

O futuro está sempre presente em ti, R. I wonder se viverás o presente com a mesma intensidade.

Grande abraço

R. disse...

@A Senhora:

Sim, tudo tem o seu tempo.

R.

R. disse...

@Daniel:

É uma pergunta muito pertinente, sim senhor. Nem eu lhe sei dar resposta.

R.

mf disse...

É... Esta mania de calar sonhos tem muito que se lhe diga...

R. disse...

@mf:

Por essas e por outras é que alguém há tempos me incitou a fazer este exercício "blogueiro". Tenho de lhe agradecer um destes dias. :)

R.

mf disse...

Bom... Quem quer que seja sabe umas coisas... ;)

Beijo

R. disse...

@mf:

Sabe sim. :)

E o Daniel também parece saber umas coisas. Deixou-me a matutar com o comentário ali em cima. C'os diabos, Daniel, eu já penso pouco, já... ;)

R.

Erika Freitas disse...

Acho que todo mundo tem um lugar especial dentro de casa. Não necessariamente um salão de baile, mas um lugar que te diz algo mais do que aparenta ser.

R. disse...

@Erika Freitas:

Podes bem ter razão. :)

R.

Sininho disse...

E já agora, já sabe os nomes das crianças?

:) :)

bj
cumprimentos da terra do nunca

R. disse...

@Sininho:

Não sei os nomes, nem sequer ao certo o número. ;)

R.