segunda-feira, 6 de julho de 2009

A vida nas mãos

Há pessoas assim, em quem podemos depositar confiança cega sabendo que jamais, jamais seremos traídos. Pessoas a quem podemos pôr a vida nas mãos que nunca por nunca a deixarão cair. Estão lá por nós e connosco nos momentos de alegria e nos complicados também. E sabem que nós estaremos por elas e com elas também quando precisam e quando não precisam. Não se medem as canseiras nem se passam facturas ou talões de penhorista. É assim quando as pessoas se entregam de pleno coração e centelha. Falam, riem, trabalham, dispõem, abraçam-se e basta-lhes a presença um do outro para terem a alma tranquila.

Eu tenho a sorte imensa de ter uma pessoa assim. Era impossível ter-me calhado uma mana melhor.

Eu tenho a sorte imensa de ter uma pessoa assim e espero vir a ter mais. Não uma irmã, mas uma pessoa que queira caminhar e construir ao meu lado. Fiz por isso. Faço por isso, e não faço por menos.

6 comentários:

A Senhora disse...

Agora é só pegar as botas, o seu olhar de gato, caminhar o mundo, e não ter medo do que possa vir - porque nem sempre será um aconchego. Às vezes voce será o apoio, o castelo que não desmorona, a mão estendida.

beijinhos.

R. disse...

@A Senhora:

Verdade, completa verdade.
Aqui há uns tempos o mundo ruiu. Não o mundo todo, só parte do meu. E não ruiu de uma vez só, foi ruindo. Tudo isto, ironicamente quando tentava eu próprio ser a mão estendida e o ponto de apoio de quem precisava. Sabe bem nestes momentos de exaustão ter alguém que nos levante, nos dê um abraço e um calduço para reatarmos com a vontade de ir em frente sem medo do que possa vir - porque nem sempre será um aconchego. :)

R.

A Senhora disse...

Às vezes, quando entro aqui, tenho a impressão que estou falando com alguém que conheço...

Entendo bem do que fala...

beijos, menino

R. disse...

@A Senhora:

Não nos sabermos caso raro é uma boa alavanca.

Beijo,

R.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Parabéns à mana e a ti.

Quanto ao resto, time will tell ;)

R. disse...

@Daniel.

Obrigado Daniel. Sim, o tempo o dirá. :)

R.