terça-feira, 15 de setembro de 2009

Peso


-- Gato, tu estás bem?

Pisquei os olhos, olhando as letrinhas coloridas sobre o fundo branco na janelinha do Messenger. Mas... porque estaria o N. a fazer-me tal pergunta? É verdade que não o vejo desde o Dezembro, e este ano tem sido particularmente desgastante. Como poderia o N. adivinhar isso a mais de 1000km de distância?

-- Estou - disse, mentindo aquele bocadinho que achamos que não faz mal para que os outros não se preocupem connosco. - Mas porque perguntas isso?

-- Vi as tuas fotos no FaceBook e estás tão magro...

É verdade. Perdi muito peso em meses, cerca de 8 quilos, sem fazer esforço algum para isso. Nota-se a léguas, na cara, na balança, nas roupas. No passado fim-de-semana fui a uma festa de casamento. Ao vestir o fato reparei como este me estava mais largo e como o cinto não tinha furos suficientes para que me ficasse justo.

Desde que me conheço que isto me acontece: o estado de espírito reflecte-se de forma clara no corpo. Ter perdido peso não me faz mal nenhum (pelo contrário!) mas tem sido dura a causa. Espero que passe rapidamente. Ou então que isto seja um sinal divino para comer mais chocolates.

10 comentários:

A Senhora disse...

Eita!

Se bem que tentei a "dieta de chocolate" e consegui perder outro quilinho... :)

Espero que o estado de espírito melhore - é mais garantido!

beijinhos

R. disse...

@A Senhora:

Gosto dessa dieta! :)

R.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Nao venho acrescentar nada: organicamente existem pessoas que balanceiam de peso conforme as agruras - ou felicidades - da vida.

Uma amiga minha do ciclo que encontrei acidentalmente há cerca de quatro anos e mal me lembrava tal era a formosura (leia-se camada adiposa) voltei a encontrar num restaurante um ano e meio depois. Perguntei à minha irmã com quem tinha estado ela a falar tanto tempo, uma figura alta, loura, elegante... em linda. "A tua colega" - respondeu-me ela. Apesar da apreensão, tive de ir ter com ela como se a nao tivesse visto e cumprimenta-la para me certificar de tamanha metamorfose. Depois de um pouco de conversa fizemnção ao seu aspecto e ela respondeu que tinha tido uma depressão.

Mas penso que fazes bem em encarar o teu aspecto físico como uma belíssima oportunidade para comer chocolates (e outros doces, cremosos, etc) mas o mais importante é isto: continuas um gato auto-enclausurado e, sem quere, de forma alguma, estar a mandar bitaites sobre a tua vida ou seja de quem for, pelase move on, get out of yourself, chamge a bit, try other points of view, try to distress, don't take live so serious... tenta levar-te pelo espírito de uma criança imaginária que contagia um velho rabugento (vais desculpar a comparaçao mesmo nao te conhecendo) e acaba por se tornar mais solto, mais feliz, e mais ele, sem a carga negativa dos seus próprios e talvez pouco arejados pensamentos, de tao habituado a conviver com eles.

gato, just a thought, nao me mates a seguir, tá?

aquele abraço
ava

R. disse...

@Daniel:

Não, não tenho vontade de matar ninguém, muito menos a ti. :)

Mas, sem dúvida alguma, fiquei estupefacto perante a quantidade de ideias e considerações que emanam do teu texto. Não vou dizer se estão certos ou errados (ser juiz é complicado e em causa própria pior ainda), não vou começar um debate aqui (não é o local adequado por muito interessante que esse debate possa ser.)

Mas fiquei intrigado com essa imagem que passa ou o que te leva a determinadas conclusões... Talvez possamos falar um dia destes.

Abraço,

R.

mf disse...

R.:
Mmmmm... Fazem-te falta umas 'cumbersas' que eu cá sei... E um giro pelas lojas também. Nada como falar e comprar roupa (conselho de gaja, está bem visto). ;)


PS - Agora a sério: tu chegas lá. Dá-te tempo, que ainda não foi suficiente (há coisas que demoram para que possamos dizer que se foram de vez). Tu tens fé em mim... eu tenho em ti. :)

R. disse...

@mf:

De 'cumbersas' certamente, de compras não estou tão certo. A verdade é que, como se compreende, estou a precisar de roupas.

E haja fé! ;)

R.

mfc disse...

Boa!!!
Chocolates... boa ideia!

R. disse...

@mfc:

Melhor que boa: fantástica! ;)

R.

Rui disse...

Gostei do Blog. Há nele, inclusivamente,muita coisa que gostaria de ter escrito eu, desde a perda de peso à perda do hábito de cozinhar... enfim.
Hei-de ir voltando!
Um abraço Rui V. (In-Provavel)

pst scriptum: Quanto aos hifens existe um modo de os eliminar ou pelo menos, de fazer com que não fiquem visíveis. Depois de escrever o texto (incluindo-os)seleccionam-se individualmente (com a função de sublinhar)e escolhe-se para eles a cor do fundo do blog (neste caso o branco).
Deste modo "diluem-se" contra o fundo e não ficam visíveis.
Por vezes uso este.. truque e resulta na perfeição.

R. disse...

@Rui:

Há muita coisa escrita pela blogosfera que também gostaria de ter sido eu a escrever. É bom, é sinal que há sintonia. :)

Obrigado pela dica.

R.